Qual o custo necessário para um startup?

Nesse mercado em que muito se fala de empreendedorismo e novos negócios fica fácil de encontramos jovens dedicados a buscar uma ideia inovadora para iniciar a tão sonhada carreira de empreendedor, no entanto alguns se esquecem do problema primordial que é o custo necessário para a implantação de um novo negócio.

Diante de uma Startup, sabemos que estes modelos de negócios tendem a enfrentar e desafiar os modelos de negócios existentes e um empreendedor terá de se contentar em não usar os modelos existentes como espelho para seus custos, o ideal é que suas contas sejam feitas do zero visando esse lado inovador que promete. Para isso vamos focar em como calcular o seu capital inicial.

Capital inicial é o valor que sua empresa terá no ato da abertura. Vale explicar que nenhum cálculo milagroso irá garantir que o valor para o seu capital inicial será o suficiente, pois as previsões da economia só podem funcionar com as mesmas condições analisadas, e sabemos que tudo na vida tem o peso do imprevisto. Contudo é necessário criar um planejamento com uma certa margem de erro, a exatidão pode não ser o ideal, dependendo do seu negócio. Outra coisa importante é que para cada negócio, obviamente, existe um valor diferenciado, portanto não podemos conversar sobre valores aqui, mas vamos ao que interessa.

O que interessa nesse cálculo é o fluxo de caixa, uma projeção mês a mês das entradas e saídas de recursos financeiros. Também temos que considerar o os investimentos iniciais, ou seja, todo o dinheiro que será gasto antes que entre um único real no seu caixa. Faça uma lista com algumas perguntas, o que o leva a pensar que conseguirá vender (e receber de seus clientes) e qual o volume que está estimado para cada mês?

Liste também as premissas que usará para projetar custos e despesas, ou seja, o que o leva a pensar que gastará o que está pensando em gastar? Em que dados você confia?

Inclua em uma outra lista, após responder às perguntas acima, todos os itens que irão gerar receita e despesas como: móveis, equipamentos, alugueis, energia, internet. Depois comece a calcular com base nas premissas adotadas qual o valor projeto para cada item desta segunda lesta e para cada mês durante os primeiros anos da empresa. Some tudo mês a mês de receitas e despesas, e calcule o saldo. O normal é que nos primeiros meses o saldo seja negativo, ou seja, que as despesas sejam maiores que as receitas. Quando o saldo ficar positivo, some todos os saldos negativos e terá o valor do capital inicial estimado, ou seja, a quantidade de dinheiro que você terá que garantir para a abertura do seu negócio até que o próprio negócio comece a pagar as despesas.

E como eu disse, use sempre critérios neutros e pessimistas, pois você estará tentando garantir que o imprevisto possa ser superado de uma certa forma, e estará considerando a realidade em que as coisas quase nunca acontecem do jeito que esperamos.

Até a próxima fique atento as novidades por aqui, vamos te ajudar no início de sua empresa, e para começarmos entenda um pouco sobre Escritórios Virtuais, e comente quais suas ideias.

Carlos Hallan - 03/11/2016